Quem nunca passou pelo desespero de ver a bateria do celular acabando e não ter onde carregar? - HelpFone
entenda como as operadoras conseguem saber onde você cliente esta
RASTREIO DE CELULAR
12 de abril de 2020
será que o carregador veicular vicia a bateria do celular?
CARREGADOR VEICULAR
13 de maio de 2020

Quem nunca passou pelo desespero de ver a bateria do celular acabando e não ter onde carregar?

quem nunca teve problema em estar andando pela rua e o seu celular descarregou e ai o que devemos fazer para não passar por isso, pois hoje em nosso dia a dia ficar sem o celular é um grande problema pois é o nosso principal meio de comunicação.

Quem nunca passou pelo desespero de ver a bateria do celular acabando

Quem nunca passou pelo desespero de ver a bateria do celular acabando e não ter onde carregar?

Isso acontece por conta das diversas funcionalidades dos smartphones: aplicativos, GPS, bluetooth, dados moveis, Wi-Fi e tantos outros recursos, mas também pela falta de alguns cuidados. Confira algumas dicas que podem prolongar a vida da bateria dos smartphones.

Não deixe a bateria do smartphone zerar. Ao contrário do que muitos dizem, no dia a dia não é recomendado deixar os celulares sem bateria. Atualmente, a maioria dos smartphones conta com baterias de íons lítio, e quando esses dispositivos chegam a zero carga, eles podem se tornar perigosos. Os celulares atuais não devem ser descarregados até 0%, este é um erro grave. Isso, em parte, é evitado por um sistema de segurança que desliga o telefone se a bateria chega a 5% (indicando, contudo, que está em 0%), mas ainda assim é perigoso chegar a níveis tão baixos. O ideal é começar a carregar seu smartphone quando a bateria chegar a 15 ou 20%.

Cuidado com as altas temperaturas. Um dos principais erros é a exposição dos smartphones ao calor. Para se ter dimensão de como a temperatura pode ser prejudicial aos aparelhos, uma bateria de íons lítio em um local a 25ºC pode perder 20% de sua capacidade ao ano. Então evite mantê-la em locais quentes ou abafados, como o carro, principalmente durante o carregamento.  Também evite ambientes úmidos que podem inchar sua bateria, tendo que fazer a troca para que seu celular funcione normalmente.

Prefira utilizar carregadores de boa qualidade. Carregadores com uma boa qualidade passaram por testes de corrente, amperagem e muitos outros, o que evita a sobrecarga e superaquecimento, preservando o aparelho.

Evite utilizar carregadores sem fio. Apesar de práticos, os sistemas de carregamento sem fio podem causar superaquecimento por excesso de carga. Enquanto o carregador de smartphone tradicional funciona cortando a energia quando a carga está completa, a maioria dos carregadores por indução dispersam calor.

Evite utilizar carregadores veiculares. Por conta da oscilação da corrente elétrica, superaquecimento por conta do carregamento ou do calor mantido no carro e do perigo de ocorrer uma sobrecarga.

Evite usar o smartphone durante o carregamento. Já se sabe que o calor é o pior inimigo das baterias de smartphones, e o superaquecimento é exatamente o que acontece quando se usa o aparelho durante a recarga. Além disso, o carregamento demorará mais com o consumo de energia de aplicativos e de conexão com a rede.

Carregar o smartphone no computador. Carregar no computador através do USB não apenas demora mais, como também pode danificar a bateria. As correntes oscilam muito entre duas entradas USB, e podem causar mais aquecimento do que o carregamento na tomada. É exatamente esse aquecimento que pode diminuir a vida útil da bateria. O melhor é usar o carregador na tomada, que fornece uma corrente mais estável, prolongando a vida útil da bateria.

Não configurar a duração da luz de fundo. A tela é uma das maiores devoradoras de energia em um celular uma boa configuração do display é a chave para uma bateria mais duradoura. O ajuste de “duração da luz de fundo” determina quanto tempo sua tela permanecerá ligada depois do uso. Um intervalo muito grande pode ser um desperdício de bateria. Não se preocupe com os aplicativos que exigem um longo período de tela ativa, como jogos ou leitores de eBooks. Eles manterão sua tela ativa mesmo que a configuração seja por um período curto.

Aplicativos em segundo plano. Os widgets são notórios assassinos de bateria, realizando atualizações em segundo plano impiedosamente. Talvez você pense que um mero serviço de previsão do tempo não faça tanto mal. Errado. Você não precisa abrir mão completamente dos widgets, mas pode fazer um uso mais inteligente deles. Um serviço de meteorologia, por exemplo, não precisa atualizar a cada hora (duas vezes por dia são suficientes). Os melhores apps oferecem a opção de configuração de intervalos de updates e downloads. Evite os que não oferecem essa funcionalidade, pois eles são os verdadeiros vampiros da sua bateria.

Deixar o celular carregando a noite toda. Você pode, mas não é o indicado. Hoje os dispositivos mais modernos contam com um mecanismo de segurança que impede o superaquecimento por excesso de carga da bateria – o aparelho sempre interrompe a recarga quando detecta que a bateria está cheia. O problema é que repetir esse processo com frequência pode deteriorar a bateria mais rapidamente, uma vez que as baterias de lítio atuais se desgastam quando atingem extremos (0% ou 100%)

Carregadores portáteis. O problema está no uso de carregadores piratas. Se utilizar o componente de boa procedência, não há riscos. A única questão é que o dispositivo será carregado mais lentamente, já que a potência é menor do que a energia recebida por uma tomada.